Agro Mecanica Tatui

Augusto Pio

Publicação: 25/08/2014 06:02 Atualização:25/08/2014 12:45

Belo Horizonte – Morador na cidade de Itaúna, no oeste de Minas Gerais, Denan Lopes Amaral, 51 anos, sofria muito com dores de cabeça e vivia com as narinas congestionadas, consequências de um desvio de septo. “Era terrível, tinha nariz torto e dores de cabeças horríveis todos os dias, respirava mal e não dormia bem. Vivia tomando analgésicos. Até que, há poucos dias, resolvi operar. Agora, estou ótimo”, conta. A namorada de Denan também foi submetida à mesma cirurgia. “Ela vivia com problemas de má respiração, dores de cabeça e, para complicar ainda mais, tinha sinusite e rinite. Felizmente, também está ótima agora.”O casal sofria de um problema que, segundo a Academia Brasileira de Rinologia, acomete cerca 38 milhões de brasileiros: o desvio de septo. A doença é capaz de provocar nariz entupido, dores de cabeça, sinusite, rinite crônica e até apneia…

Ver o post original 170 mais palavras