Agro Mecanica Tatui

Jornal da Universidade Nacional da Colômbia destacou que o projeto criado consiste em cultivar larvas, que quando alcançam a maturidade, são contaminadas com patógenos para induzir uma resposta imune

France Presse

Publicação: 21/08/2014 19:03 Atualização:

Bogotá – As larvas de uma mosca típica dos trópicos pode servir para curar ferimentos e produzir antibióticos para combater organismos resistentes, segundo as pesquisas de uma bióloga da Universidade Nacional da Colômbia, que estuda as propriedades curativas e antibacterianas deste inseto. “A hemolinfa, que é como o sangue dos organismos invertebrados como as moscas, tem propriedades no processo de cicatrização”, disse à AFP a bióloga Paula Giraldo.

Ela explicou ter iniciado este projeto de pesquisa por acaso, enquanto estudava a presença de moscas da espécie tropical “Lucilia eximinia” em cadáveres, um método usado há anos na antropologia forense para determinar o tempo de morte de um corpo. Enquanto desenvolvia suas pesquisas, Giraldo pensou que…

Ver o post original 263 mais palavras