Bem Estar – Médicas alertam para doenças que não são transmitidas pela pele

29/05/2014 10h27 – Atualizado em 29/05/2014 12h09

Médicas alertam para doenças que não são transmitidas pela pele

Bem Estar desta quinta-feira (29) mostrou que muitas não são contagiosas.
Micose e sarna são as únicas doenças transmitidas pelo contato da pele.

A pele é o orgão mais aparente e mais visto do corpo humano e, por isso, é fácil reparar quando há algo diferente. Muita gente, inclusive, tem preconceito e julgam quem tem algum problema de pele, mas como explicaram as dermatologistas Márcia Purceli e Denise Steiner no Bem Estar desta quinta-feira (29), muitas doenças que as pessoas acham que são contagiosas ou transmitidas pela pele, na verdade, não são.

Por exemplo, albinismo, dermatite atópica, epidermose bolhosa e ictiose são algumas que chamam a atenção, mas não são transmitidas pelo contato da pele. A ictiose, por exemplo, é uma doença rara provocada por uma mutação genética, que deixa a pele muito seca. Por causa desse ressecamento, a pele descama e fica com crostas, gerando uma aparência que faz com que outras pessoas se afastem do Rian – mas a doença não é contagiosa, como mostrou a reportagem da Daiana Garbin (veja no vídeo abaixo).Outro problema que também causa preconceito é a hanseníase, que causa manchas em várias partes do corpo – a doença tem cura e não é transmitida pelo contato com a pele. O vitiligo também não é contagioso já que é uma doença genética, em que o sistema imunológico do próprio paciente ataca as células que produzem pigmento para a pele. Existe ainda a epidermose bolhosa, doença que faz a pele se desmanchar a qualquer toque, causando feridas – como mostrou a reportagem(veja no vídeo acima), ela não tem cura, mas também não é contagiosa.

Ao contrário de todos esses exemplos, existem apenas dois problemas que podem ser contagiosos e transmitidos pelo toque, que são a micose e a sarna. No caso das mulheres, o hábito de deixar as unhas das mãos e pés sempre com esmalte pode ser um problema porque pode mascarar sinais da micose. Por isso, a dica da dermatologista Márcia Purceli é deixar a unha, pelo menos, um dia sem esmalte e não pintar os pés durante o inverno, por exemplo. A médica ressalta que o tratamento da micose é longo e, para evitar, é fundamental não compartilhar objetos, como chinelos.

Micose 2 (Foto: Arte/G1)

Bem Estar – Médicas alertam para doenças que não são transmitidas pela pele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s