Biblioteca FMUSP

Pesquisadores brasileiros acabam de conseguir avanços no desenvolvimento e otimização de um conjunto de inibidores potentes da enzima cruzaína de Trypanosoma cruzi, protozoário responsável pela doença de Chagas.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a doença de Chagas é  uma das principais doenças tropicais negligenciadas.

Os pesquisadores são do  Laboratório de Química Medicinal e Computacional (LQMC) e do Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da USP.

Os pesquisadores pretendem desenvolver um fármaco para a doença. No IFSC foram realizados ensaios bioquímicos e biológicos, onde testou-se os novos inibidores contra a enzima-alvo e também contra o próprio parasita, além do trabalho de modelagem e otimização molecular, de acordo com Adriano Andricopulo, coordenador da equipe.

O recente trabalho da equipe de cientistas brasileiros é tema de capa da edição atual do periódico Journal of Medicinal Chemistry. Embora voltados para doenças…

Ver o post original 111 mais palavras