Os cálculos renais ou pedras nos rins são formações de massa sólida, endurecida formando pequenos cristais que se alojam nos rins ou nos ureteres. É uma doença muito comum em nossa população devido o clima quente em que transpiramos muito e a ida ao banheiro torna-se cada vez mais escassa.

Saiba como se prevenir da litíase renal e conheça as causas e o tratamento recomendado.

Conceito

A litíase renal, popularmente conhecida como pedra nos rins, é resultante do acúmulo de algumas substâncias em nosso organismo existente na urina. Essas substâncias são produzidas pelo metabolismo do nosso corpo e eliminadas pela urina, mas o excesso delas e a falta de água para dissolvê-las podem contribuir para a formação dos cálculos, por isso o maior fator de risco para a litíase renal é a desidratação.

Em geral, a presença dos cálculos renais passa despercebida, pois não apresenta sintomas até que comecem a obstruir o ureter, os tubos que conduzem a urina à bexiga, quando isso acontece as dores se manifestam de forma grave através do inchaço do rim ou dos rins, acometendo um quadro clínico que necessita de atendimento médico-hospitalar.

Causas das pedras nos rins

pedra nos rins

Existem diferentes tipos de cálculos renais:

  • Cálculos de cálcio;
  • Cálculos de ácido úrico;
  • Cálculos de cistina;
  • Cálculos de estruvita.

As causas de cada um deles são basicamente as mesmas:

  • Grande quantidade de cálcio, oxalato, fosfato, cistina;
  • Volume insuficiente de urina ou urina supersaturada de sais;
  • Falta de líquido;
  • Obstrução das vias urinárias;
  • Distúrbios metabólicos do ácido úrico.

Sintomas

O principal sintoma é a dor muito forte que começa subitamente, pode ser sentida na lateral das costas migrando para o abdômen e também virilha. Pode apresentar outros sintomas como:

  • Sangue na urina;
  • Febre;
  • Náuseas;
  • Vômito;
  • Necessidade mais freqüente de urinar;
  • Dor ao urinar;
  • Infecções urinárias.

Tratamento

tratamento para pedra nos rins

Em geral, os cálculos renais são pequenos e podem ser eliminados sozinhos pela urina, mas o tratamento varia de acordo com a intensidade das dores, a gravidade dos sintomas e o tipo de calculo. Pacientes que apresentam sintomas graves devem ser hospitalizadas.

Os analgésicos ajudam a expelir os cálculos e para dores graves são necessários o uso de analgésicos e antiinflamatórios não esteroides como o ibuprofeno.

Em alguns casos são necessárias intervenções cirúrgicas para retirada ou diluição dos cálculos e ao contrario do que se pensava durante as crises evite a ingestão exagerada de líquidos, pois podem aumentar a pressão da urina no rim causando dores mais fortes.

Prevenção

Geralmente, pessoas que apresentam pedras nos rins já têm um histórico de cálculo renal, por isso se você é uma dessas pessoas procure manter um estilo de vida mais saudável:

  • Beba água regularmente – dois a três litros por dia;
  • Fique atento se houver a possibilidade de eliminar um cálculo, pois a análise do mesmo pode orientar o seu médico na escolha de um tratamento mais adequado para o seu tipo de cálculo.
  • Não se automedique, pois alguns medicamentos podem comprometer ainda mais o seu quadro clínico;
  • Procure manter uma dieta balanceada;
  • Pratique exercícios físicos regularmente.

 

Pedra nos rins- saiba como tratar.

Anúncios