Pesquisa mostra relação, mas não conclui que peso seja causa do transtorno

 Foto: Getty ImagesFoto: Getty Images

Grávidas que ganham muito peso podem ser mais propensas a ter filho com autismo. A constatação é de uma pesquisa da Universidade de Utah, nos Estados Unidos. Os dados são do jornal Daily Mail.
 
O levantamento analisou dados de 128 crianças diagnosticadas com transtornos do espectro do autismo e de 10.920 pequenos da mesma idade e sexo sem o problema. Constatou-se que o transtorno foi mais prevalente nos nascidos de mulheres que engordaram 12,5 kg do que naqueles cujas mães ganharam 11,5 kg, por exemplo. Os pesquisadores não encontraram ligação entre o IMC (índice de massa corporal) da mãe antes de engravidar e a incidência de autismo.

“Esses resultados sugerem que o ganho de peso durante a gravidez não é a causa do autismo. Em vez disso, pode refletir em um processo subjacente que ele compartilha com transtornos do espectro do autismo, tais como níveis hormonais anormais e inflamação”, acrescentou a cientista Deborah Bilder

 

Engordar muito na gravidez aumenta chances de ter filhos com autismo – Terra Brasil.

Anúncios