Dependência química em anestesiologistas

Clínica Alamedas

          V0018140 The first use of ether in dental surgery, 1846. Oil painting

Há muitos anestesiologistas em centros para dependentes químicos. O fácil acesso a potentes opióides contribui para a alta prevalência de adição entre os anestesiologistas. A taxa de morte por uso de drogas é mais que o dobro do que médicos de outras especialidades. Apesar de muitos anestesiologistas reabilitados voltarem à prática de anestesias, há uma taxa alta de abandono da especialidade que é maior em médicos que se tornaram dependentes no início da carreira. Reabilitação requer um compromisso durante toda a vida com o tratamento. Em alguns casos, a troca de especialidade é a única solução.

Dependência química é um risco profissional na prática médica há muito tempo. No final do século XIX, a cocaína começou a ser produzida para uso comercial. Freud e outros médicos inicialmente consideraram o uso da cocaína para o tratamento de alcoolismo e dependência de morfina, bem como um agente para aumentar o…

Ver o post original 1.431 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s