Atenção Ao Seu Tipo de Pele! – Emagrecer é Vitória

Digg Reader

 

SAIBA COMOPREVENIR E TRATAR OS PROBLEMAS DERMATOLÓGICOS QUE MAIS ACOMETEM PESSOAS MORENAS, NEGRAS, ORIENTAIS E BRANCAS.

Como a pele é formada?

A pele se constitui de três camadas: epiderme, derme e hipoderme. Todas têm características e funções diferentes.

A epiderme é a camada externa, aquela que se pode ver, e sua principal função é formar uma barreira protetora, dificultando a saída de substâncias que possam agredir o organismo.

Em seguida vem a derme, a camada do meio, composta por fibras e por uma grande quantidade de vasos sanguíneos e terminações nervosas. Essas terminações são responsáveis por receber os estímulos do meio ambiente e transmiti-los ao cérebro, através dos nervos, o que se traduz em sensações, como dor, frio, calor, pressão, vibração, cócegas e prazer.

Já a hipoderme, a terceira e a última camada, é formada basicamente por células de gordura. Sua espessura varia de pessoa para pessoa, ou seja, em quem está acima do peso ou é obeso, ela é maior, enquanto em quem é magro, é menor. É ela a responsável por manter a temperatura corporal e acumular energia para o desempenho das funções biológicas.

Você já parou para se perguntar por que as pessoas têm cores diferentes? Essa características é conferida por um pigmento chamado melanina, que está presente na pele, no cabelo e nos olhos, e em maior ou menor quantidade determina a variação dos tons dessas partes do corpo.
O pigmento é responsável pela proteção da pele, ou seja, por ter menor concentração de melanina, a pele clara é mais desprotegida e tem maior risco de queimaduras. Com a pele negra, acontece o contrário.

PELE BRANCA
Tende a ser normal, nem seca, nem oleosa. Contém pouca melanina, substância responsável pela proteção da pele.

FOTOENVELHECIMENTO
O problema: Por conter menor quantidade de melanina, está menos protegida contra as radiações ultravioletas A e B, consequentemente esse tipo de pele fica mais propensa à aceleração do envelhecimento pela exposição do sol.
Prevenção: A recomendação é usar foto protetor com FPS 15 no mínimo diariamente.
Tratamento: É feito a partir de procedimentos estéticos como peelings, laser, toxina botulínica e preenchimentos.

CÂNCER DE PELE
O problema: Surge devido ao efeito cumulativo da exposição solar sem proteção adequada. As lesões podem se manifestar de diversas formas, desde feridas que não cicatrizam até manchas ou pintas escuras com bordas irregulares e assimétricas.
Prevenção: É importante utilizar o foto protetor solar com FPS 15 no mínimo, diariamente, além de evitar hábitos como o tabagismo.
Tratamento: É feito por meio de cirurgia que remove a lesão.

PELE NEGRA
Possuir maior quantidade de melanina do que a pele branca, e tende a ser mais oleosa no rosto e seca no corpo.

ESBRANQUIÇAMENTO
O problema: Às vezes a pele negra pode perder a luminosidade e o brilho, efeito causado por desidratação (falta de líquidos no corpo), ou até mesmo falta de filtro solar, que provoca o ressecamento.
Prevenção: É importante beber bastante água (pelo menos 2 litros diários), além de utilizar o filtro solar, com FPS 15 no mínimo diariamente.
Tratamento: Procure um dermatologista e peça ao médico um bom hidratante formulado à base de uréia e lactato de amônia. Esses ingredientes podem ajudar a pele a reter água e se manter hidratada.

PELOS ENCRAVADOS
O problema: Tanto na pele morena quanto na negra (locais onde estão os pelos) podem ser curvos, ou seja, quando os pelos crescem não conseguem sair totalmente, criando uma reação inflamatória conhecida por foliculite. O quadro pode evoluir com inflamação e infecção local, além de manchas escuras, principalmente se a pessoa espremer ou cutucar o pelo encravado.
Prevenção: A única forma efetiva de se evitar a foliculite é com depilação a laser, que elimina os pelos definitivamente.
Tratamento: Pode ser tratada com géis de peróxido de benzoíla, antibióticos tópicos ou orais, dependendo da gravidade do caso, e depilação a laser.

PELE ORIENTAL
Também tem uma maior quantidade de melanina do que a pele branca, mas tende a ser mista em relação à oleosidade.

MELANOSES SOLARES
O problema: Como a pele oriental produz melanina com muita facilidade, tem predisposição as manchas provocadas pelo sol. Geralmente aparece em áreas mais expostas, como rosto, antebraços e mãos.
Prevenção: A única maneira de se proteger adequadamente é utilizando o foto protetor FPS 15 no mínimo, todos os dias, além de bonés, chapéus e óculos de sol.
Tratamento: É feito com luz intensa pulsada.

HIPERPIGMENTAÇÕES PÓS-INFLAMATÓRIAS
O problema: São manchas amarronzadas que surgem após algum processo inflamatório na pele, como por exemplo, a acne ou picadas de inseto, entre outros traumas.
Prevenção: O problema é desencadeado pela combinação da inflamação mais a exposição solar, portanto deve-se evitar o sol e utilizar o foto protetor diariamente. O hábito de cutucar a pele também pode contribuir para piorar o problema.
Tratamento: Marque uma consulta, o profissional irá avaliar o caso isoladamente. Entre as terapias disponíveis, estão fórmulas clareadoras, peelings químicos seriados ou laser.

PELE MORENA
Contém maior quantidade de melanina que a pele branca, e é mais oleosa no rosto e seca no corpo. No Brasil a pele morena, muitas vezes, é resultado da miscigenação da negra com outros tipos de pele. Daí algumas semelhanças entre esses dois tipos de pele.

PONTOS BRANCOS NA PELE
O problema: A pitiríase alba causa manchas brancas nas áreas mais ressecadas do corpo, o que pode ser agravado com o frio.
Prevenção: Evitar banhos quentes e buchas vegetais, que podem piorar o aspecto das manchas, além de, é claro, manter a pele hidratada.
Tratamento: Dependendo do caso, basta tomar os cuidados preventivos que as manchas não voltam a aparecer. Caso a doenças persista e as manchas se tornem muito grandes, o dermatologista pode utilizar fórmulas com ácidos ou peelings químicos.

ACNE
O problema: Geralmente, as peles morenas e negras têm aumento da secreção de sebo pelas glândulas sebáceas e tendência a ter poros entupidos, processo que os dermatologistas chamam de distúrbio da queratinização folicular.
Prevenção: É preciso investigar a causa, mas, normalmente, a acne leve pode ser evitada com alguns cuidados de higiene da pele e com fórmulas indicadas pelo dermatologista.
Tratamento: O medicamento mais utilizado é a isotretinoína oral (Roacutan) que demora entre três e quatro meses para surgir efeito. No entanto, o remédio não deve ser utilizado por mais de seis meses, pois há grande risco de causar prejuízos ao fígado.

Emagrecer é Vitória

Digg Reader.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s